IBER apresenta os desafios da logística reversa ambientalmente adequada no 5º Seminário de Logística Reversa Paranaense

O evento, que já é tradição no estado, reúne especialistas do tema de resíduos sólidos e logística reversa para discutir as novas normas, melhores práticas e os desafios na implementação em território nacional e estadual.

Amanda Schneider, diretora executiva, e Mariana Azevedo, analista ambiental, estiveram no evento apresentando sobre as perspectivas do setor de baterias chumbo ácido. Na mensagem, foi reforçada a importância de que a logística reversa não é atendida apenas pelo atingimento do índice percentual de coleta e destinação de resíduos. A manipulação do resíduo durante o transporte, acondicionamento e a meta de implantação, que representa a participação dos envolvidos com um sistema ambiental correto, também deve ser acompanhada de perto pelos órgãos ambientais.

Apenas no Paraná, foram mapeadas mais de 5200 empresas que não possuem um sistema de logística reversa aprovado pelos órgãos de controle e têm participado ativamente da cadeia. O grupo de trabalho implementado junto ao R20, MPPR, SEDEST e IAT avançará cada vez mais com o objetivo em comum de garantir o atendimento de todas as metas estabelecidas nos instrumentos legais, sejam eles nacionais, estaduais e municipais junto a todas as empresas do setor.

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Imprimir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também:

Ofício do estado do Rio Grande do Sul formaliza a criação do Grupo de Monitoramento Permanente para o setor de baterias
IBER esteve presente na 16º Reunião do R-20
Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil - 2022

Categorias

Categorias

Nossas redes

Fique bem informado

Cadastre-se para receber a newsletter e outras informações.