Sistema de logística reversa do IBER é referência no País

O sistema nacional de logística reversa de baterias desenvolvido pelo Instituto Brasileiro de Energia Reciclável (IBER) foi apontado pelo Ministério do Meio Ambiente como uma boa referência para gestão de resíduos no País, se destacando com o projeto de gestão piloto junto ao comércio. 

Em reunião no início de janeiro, em Brasília, com o Secretário de Qualidade Ambiental André Luiz Felisberto França a equipe do Departamento de Qualidade Ambiental e Gestão de Resíduos, do Ministério do Meio Ambiente, IBER apresentou ao MMA seu planejamento para 2020 e foi reforçada a parceria com as autoridades na gestão de resíduos do paísUm dos principais objetivos para 2020 é capilarizar, em conjunto, a tecnologia e modelo de gestão do IBER para os estados brasileiros. 

“A evolução que nosso sistema tem apresentado de forma contínua chamou a atenção do MMA. A certificação do IBER chegou a um patamar em que já é possível de ser adotada em outros Estados e municípios. Um reconhecimento importante ao trabalho que estamos desenvolvendo”, celebra a diretora executiva do IBER, Amanda Schneider. 

Para gerenciar a logística reversa de baterias no Brasil, o IBER trabalha com uma plataforma de gestão altamente segura, com tecnologia de ponta, processos automáticos, armazenamento de dados em nuvemacompanhamento remoto pelos associados e uma equipe técnica especializada que auxilia cada empresa no atendimento das obrigações e melhoria de seus processos. Através dela é possível não apenas organizar a gestão da logística reversa, mas mapear inconsistências, estimular a devolução de inservíveis, certificar e reconhecer as empresas que adotem as práticas ambientalmente corretas. 

Comentários