Avanços no sistema de logística reversa são apresentados à Companhia Ambiental de São Paulo

Dentro das metas do Instituto Brasileiro de Energia Reciclável (IBER) de aprimorar seus processos e implementar melhorias contínuas, foi apresentado à Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) as novas funcionalidades do sistema de logística reversa. Agora, as empresas passam a ser avaliadas no cumprimento de suas metas de logística reversa, mas também em seus processos de logística reversa, garantindo a consistência das informações e buscando reconhecer e destacar as marcas mais comprometidas com a sustentabilidade.

“Os relatórios de resultado demonstraram uma oportunidade de melhoria nos processos de controle da logística reversa das empresas, para garantir um sistema mais eficiente em todo o setor. Identificamos as empresas com maiores virtudes ou atributos neste processo e desenvolvemos um trabalho de apoio e orientação das empresas que não estão conseguindo realizar a comprovação adequada de seus sistemas. Uma vez comprovada a consistência e processos adequados em suas movimentações essas empresas poderão ser reconhecidas como referência e, automaticamente, torna-se destaque no cumprimento das políticas ambientais vigentes”, explica a diretora executiva do IBER, Amanda Schneider.

O Manual de Conduta e política de reconhecimento dos associados que estão em elaboração pelo IBER serão implementados a partir deste ano e espera-se que os primeiros resultados possam ser apresentados no relatório oficial, junto aos órgãos ambientais em Abril. O Estado de São Paulo é estratégico para atuação do Instituto. A assinatura do Termo de Compromisso em Dezembro de 2016 marcou o início das operações do IBER no Brasil e o Estado já conta com diversos novos instrumentos publicados para reforçar a aplicação da lei no Estado.

Comentários